Páginas

sábado, 14 de maio de 2011

Trilogia das Águas

Porquanto chuva, no entanto lágrimas

A chuva paralisa a 'Ação ' . . .

Porquanto a 'água'  também seja um símbolo de unificação,
pois que gotas separadas  não sejam águas divididas,

uma vez que  enquanto 'água'  nunca se divide :
enquanto  "dividida" , sempre unificada . . .
Nas torrentes. . .
Nas lagoas. . .
Nos rios. . .
Nos mares. . .


Ou  antes, nas nuvens .


E enquanto "unificação" a 'água' é também 'símbolo' da 'Consciência' !
Porquanto a 'chuva' seja uma 'ação-inconsciente', a 'consciência' é 'Ação-Indivisa ' . . .


E portanto a 'água' , enquanto gotas divididas, é 'conscíência-indivisível ' . . .
Porquanto mares, rios, lagoas, torrentes, nuvens, chuvas . . .


No entanto,  'Lágrimas' .



Água dos Sonhos


Na divisão das águas,
            Sonhos enleio.


                                Na divisão das horas,
            Sonhos que leio.

Na divisão da visão,
                         Somos o que esquecemos.


                Na divisão do SER,
Esquecemos do que somos . . .


                                       No SER que dívidimos, sonhos não lidos, águas alheias ?

             Nas horas divididas, 'sonhos-enliços', ou somente  esquecidos ??

                                                   < Sim ou Não > Talvez ! ! !


Na visão da visão: águas divididas . . .

                   Na visão da divisão: águas dos sonhos !

No esquecimento das horas : somos o que sonhamos.







Flores dos Sonhos



Uma pétala que caiu em meio à calmaria de um espelho d'água,
transformou-se em ondas. . .

Na lagoa dos sonhos,  'flores são ondas' . . .

Na tormenta deste espelho imagens se ateiam, tal como labaredas d'água . . .
Ondas-tormentas : 'fagulhas d'água' . . .
Ondas-de-água : d'Água-dos-Sonhos' . . .

Na 'elisão' destas ondas, lágrimas se instilam:
é um estilo de Ser, que faz do tempo  sonhos que 'gotejam' . . .
Que faz das lágrimas, pétaIas que 'ondejam' . . .

Na simetria das formas, as flores se 'estancam ' :
'ondas-pétalas' se transformam em flores . . .

"A LAGOA É A CONSCIENCÏA DOS SONHOS " !

Na Ieitura dos sonhos: 'águas-esquecidas' . . .
Na leitura da visão: 'águas-enliças' . . .


> Não e Sim <  ' Impossível '  ???

Na 'divisão-da-divisão ' :  a "Vísão-do-SER" . . .
Na ' Visão ' da 'divisão-da-divísão' : o "esquecimento-das-águas" . . .
Na visão da 'divisão-do-esquecimento' a 'unificação-dos-sonhos'  . . .

Então, 'horas-esquecidas', horas...  horas ... horas : Divididas !

Eis uma pétala que caiu em meío à calmaria de um espelho d'água . . .
Na "Lagoa dos Sonhos",  ' flores' são ondas . . .

Ondas d'água, da "Água dos Sonhos" . . . DO FOGO-NA-MENTE !



Fredereich

Um comentário: